6 de outubro de 2017

Câmara de Parnamirim deve aprovar por maioria as contas do ex-prefeito Maurício Marques

A Câmara Municipal de Parnamirim deverá aprovar, por maioria, as contas do ano de 2014 do ex-prefeito Maurício Marques.
O Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte decidiu reprovar as contas sob alegação de infrações à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A decisão, tomada em sessão da Primeira Câmara da Corte de 31 de agosto seguiu o voto do relator do caso, o conselheiro Tarcísio Costa.
Após a apreciação do TCE, o caso será remetido à Câmara Municipal de Parnamirim, que fará o julgamento definitivo das contas.
De acordo com uma fonte credenciada, o ex-prefeito, que tem o apoio do atual prefeito Rosano Taveira, que conta com ampla maioria na casa, já teria os votos necessários para aprovação das contas, uma vez que as alegações do TCE são de “vícios sanáveis e com ressalvas”.
“Isso significa dizer  ausência de dolo, má fé, prejuízo ao erário público”, prosseguiu o informante.

ACUSAÇÕES
A mesma fonte garantiu que as constantes informações publicadas contra o ex-prefeito Maurício Marques por parte de um periódico de Natal (Agora RN) ocorre por problemas pessoais entre seus dirigentes e o ex-gestor, uma vez que o órgão de comunicação é descontente por não ter sido “incessantemente beneficiado pela administração pública”.
“Esse jornal publica constantemente matérias contra Maurício Marques para extravasar sua raiva contra o ex-gestor”, prosseguiu o informante.